segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Pré-Temporada 2016-17 do Basquete do Flamengo

A temporada 2016-17 do basquete rubro-negro iniciou seu aquecimento no Torneio Internacional de Arequipa, no Peru, competição amistosa reunindo Flamengo, Obradoiro, da Espanha, Weber Bahia Blanca, da Argentina, e Elite Sports, do Peru.

O time rubro-negro viajou sem Ricardo Fischer (terminando a recuperação da lesão sofrida na temporada passada, quando jogava por Bauru, Pedrinho Rava, que se recupera de lesão sofrida no LDB, o Brasileiro Sub-22, e Rafael Mineiro, que ficou no Rio ganhando condicionamento físico.

Semi-finalista na última temporada da Liga Argentina, o Weber Bahia Blanca estará na Liga Sul-Americana, e vinha em período mais avançado de preparação. Ainda assim, o Flamengo mostrou sua forma sobre a equipe, treinada pelo irmão de Manu Ginóbili. O 1º tempo foi com os titulares em quadra, e o Flamengo já começou com uma defesa fortíssima, sofrendo apenas 25 pontos nos dois primeiros quartos. No 2º tempo, a garotada sub-22 foi testada e teve tempo para ganhar experiência. O time perdeu o 2º tempo por 25 x 20, mas ainda assim manteve uma defesa fortíssima. A defesa foi o ponto forte, e o Flamengo não levou mais de 13 pontos em nenhum dos quartos.

Sexta, 16 de setembro
Flamengo 60 x 50 Weber Bahia (ARG)
Parciais: 18 x 13 / 22 x 12 (40 x 25) / 12 x 13 (52 x 38) / 8 x 12 (60 x 50)
Flamengo: Ronaldo Ramon (17 pontos), Marcelinho Machado, Marquinho, Alexandre Olivinha (12 pontos) e JP Batista. Téc: José Neto: Banco: Humberto Gomes, Jorge, Lelê, Léo Bispo e João Vitor.
Weber Bahia: Gastón Whelan, Lucio Redivo, Martín Fernández, Jamaal Levy e Anthony Johnson. Téc:Sebastián Ginóbili. Banco: Máximo Fjellerup, Francisco Filippa, Facundo Corvolán, Ariel Ramos, Hernán Jasen, Fermín Thiggensen e Rodrigo Gerhardt. 




No segundo jogo, Neto aproveitou para usar bastante a garotada sub-22. O Flamengo controlou o jogo. Não teve o foco defensivo do duelo frente argentinos, muito provavelmente para se preservar fisicamente para o terceiro jogo, bem mais difícil, frente aos espanhóis. A garotada teve bastante tempo de quadra.

Sábado, 17 de setembro
Flamengo 93 x 77 Elite Sports (PER)
Parciais: 18 x 15 / 29 x 19 (47 x 34) / 19 x 19 (66 x 53) / 27 x 24 (93 x 77)
Flamengo: Ronaldo Ramon, Marcelinho Machado (17 pontos), Marquinho, Alexandre Olivinha e JP Batista (21 pontos). Téc: José Neto: Banco: Danilo, Humberto Gomes, Felipinho, Jorge, Lelê, Léo Bispo e João Vitor.
Elite Sports: Titus Mins, Yavario Smith, Luis Barrios, Daven Ottley e Rodrigo Gerhardt. Banco: Fermin Thygesen, Lowell Ulmer, Daniel Nembhard, Mauricio Ballivian, Ramiro Ballivian, Jorge Gerhardt e Mauricio Aquilar.


O terceiro confronto foi o principal, contra o Obradoiro, equipe da 1ª Divisão da Liga Espanhola. O time de Santiago de Compostela, com patrocínio de Rio Natura Monbus, não é uma das maiores forças da Espanha, terminou em 15º lugar entre as 18 equipes da temporada 2015-6 da Liga ACB, sua 7ª temporada na 1ª Divisão, tendo sido a 5ª participação consecutiva na elite do basquete espanhol. Mas trocar experiência contra uma equipe da Europa é muito válido.

O Flamengo não pode contar com JP Batista, poupado por dores musculares. Como já estava desfalcado de Ricardo Fischer e Rafael Mineiro, teve que manter pelo menos um atleta sub-22 o tempo inteiro dentro de quadra. O time rubro-negro chegou a virar o jogo e estar vencendo por 67 x 66, mas não aguentou a experiência do time espanhol. Foi uma experiência muito boa. No fim, o Obradoiro ficou com o título do Quadrangular de Arequipa.

Domingo, 18 de setembro
Flamengo 74 x 79 Obradoiro (ESP)
Parciais: 20 x 27 / 19 x 17 (39 x 44) / 16 x 20 (55 x 64) / 19 x 15 (74 x 79)
Flamengo: Ronald Ramón (8), Marcelinho Machado (13), Marquinhos Vieira (10), Alexandre Olivinha (23) e João Vitor (10). Téc: José Neto. Banco: Danilo Martins (3), Humberto Gomes (5), Léo Bispo (0) e João França (2).
Obradoiro: Mickey McConnell (15), Alberto Corbacho (15), Eimantas Bendzius (9), Rosco Allen (14) e Shayne Whittington (7). Téc: Mocho Fernández. Banco: Santi Yusta (6), Alberto Diaz (2), Adam Pechacek (9) e Cárdenas (2).




Depois do torneio disputado no Peru, a parada seguinte foi para a disputa do Torneio Rio- Nordeste, mais uma competição amistosa, preparatória para a temporada. O torneio marcava a inauguração do moderno ginásio olímpico de Fortaleza, a Arena do Centro de Formação Olímpica, com capacidade para 17 mil pessoas, e mesmo padrão de qualidade da Arena Olímpica da Barra (construída para os Jogos Pan-Americanos de 2007 no Rio de Janeiro, com capacidade para 18 mil torcedores, e a Arena Carioca 1, construída para os Jogos Olímpicos Rio 2016, com capacidade para 16 mil pessoas), atendendo aos padrões mais modernos existentes no país.

O Flamengo seguia desfalcado e com um banco só sub-22. O primeiro jogo foi o reencontro com o eterno rival, com quem não duelava numa quadra de basquete havia 9 anos. Num aquecimento do que vinha pela frente no Estadual, a vitória, na prorrogação, foi cruzmaltina.

Domingo, 25 de setembro
Flamengo 80 x 84 Vasco
Parciais: 15 x 27 / 11 x 6 (26 x 33) / 24 x 18 (50 x 51) / 25 x 24 (75 x 75) / 5 x 9 (80 x 84)
Flamengo: Ronald Ramon (17), Marcelinho Machado (8), Marquinhos (17), Olivinha (12) e JP Batista (22). Téc: José Neto. Banco: Danilo Monteiro (0), Humberto Gomes (0), Lelê (0), Léo Bispo (2) e João Vítor (2).
Vasco: Nezinho (5), Hélio (14), David Jackson (17), Bruno Fiorotto (7) e Murilo Becker (13). Téc: Cristiano Pereira. Banco: Marcellus (0), Damian Palacios (12), Márcio Dornelles (1), Willian Drudi (13) e Wágner (2).


Segunda, 26 de setembro
Flamengo 76 x 52 Universo Vitória
Parciais: 14 x 21 / 17 x 9 (31 x 30) / 28 x 7 (59 x 37) / 17 x 15 (76 x 52)
Flamengo: Ronald Ramon (11), Marcelinho Machado (13), Marquinhos (8), Olivinha (9) e JP Batista (12). Téc: José Neto. Banco: Danilo Monteiro (0), Humberto Gomes (9), Lelê (11), Léo Bispo (2) e João Vítor (1).
Vitória: Kenny Dawkins (5), Renato Silva (4), Chris Hayes (5), Edu Mariano (5) e Douglas Kurtz (10). Téc: Régis Marrelli. Banco: Murilo Silva (9), Victor Palma (0), Arthur Belchor (--), Gabriel Ribeiro (6) e André Luiz Coimbra (8).


Terça, 27 de setembro
Flamengo 91 x 81 Basquete Cearense
Parciais:
Flamengo: Ronald Ramon (14), Marcelinho Machado (20), Marquinhos (17), Olivinha (11) e JP Batista (16). Téc: José Neto. Banco: Danilo Monteiro (0), Humberto Gomes (5), Lelê (4), Léo Bispo (0) e João Vítor (4).
Solar Cearense: Davi Rossetto (9), Audrei Parisotto (5), Marcus Toledo (16), Luiz Felipe Gruber (9) e Léo Kaszkiewicz (5). Téc: Alberto Bial. Banco: Gustavinho (0), Duda Machado (9), Rashaun McLemore (7), Sualisson Tavares (4), Felipe Ribeiro (7) e Tiagão (10).


Desfalcado de três jogadores, o saldo da Pré-Temporada foi bastante positivo!